Novos horizontes: Família Baldo-Fornari embarcará para o Canadá em agosto

http://www.minhasaojose.com.br
Mateus, Letícia, Elisa e João Pedro embarcarão dia 16 de agosto e residirão em Niagara Falls, ‘a cidade das cataratas’

Entrevista e texto: Natália Tiezzi

Assim como muitas famílias rio-pardenses, que optaram por iniciarem um novo caminho pessoal e profissional fora do Brasil, o casal Mateus Amaral Baldo e Elisa Correa Fornari Baldo também está em busca de novos horizontes e no próximo mês de agosto embarcará para o Canadá.

Mateus tem 40 anos e é graduado em Farmácia, Biologia e Música, além de possuir mestrado e doutorado em Ciências pela Universidade de São Paulo, MBA em Administração Escolar e Educação também Universidade de São Paulo. Elisa tem 37 anos, é farmacêutica e doutora em Ciências pela Universidade de São Paulo. O casal tem dois filhos, Letícia, de 12 anos, e João Pedro, de 4 anos.

Em entrevista ao www.minhasaojose.com.br, Mateus e Elisa falaram um pouco sobre essa grande mudança na vida da família, a opção pelo Canadá e os objetivos na nova terra, que vão desde cursos até proporcionar aos filhos o contato com novas culturas, desafios e sonhos.

O casal destacou, ainda, o processo para que a família pudesse residir no país, sendo que o planejamento e trâmite duraram cerca de 1 ano e meio, além, é claro, das saudades que sentirão do Brasil, principalmente da família e dos trabalhos que conquistaram em Rio Pardo.

Confira, abaixo, a entrevista na íntegra.

Mateus, Elisa: Vocês sempre tiveram esse anseio de morar em outro país? Por quê?

Mateus Baldo/Elisa Fornari: Sempre tivemos anseio em morar no exterior, pois sempre admiramos novas culturas, novas pessoas, novas amizades. Amamos pegar as malas e sair para viajar. Iniciamos com intercâmbio nos EUA no ano de 2006/2007 e voltamos em 2013/2014 para realizar parte do Doutorado na Filadélfia EUA. Após esse período, decidimos que seria hora de morar mais tempo fora do país.

E como e quando surgiu essa oportunidade de morar no Canadá?

A oportunidade de morar no Canadá foi criada por nós mesmos. Após anos e muitos estudos sobre vários países, optamos por esse país. O Canadá é um país multicultural, apresenta uma enorme miscigenação e sua educação figura entre as 5 primeiras do mundo. Como nós somos amamos educação e somos entusiastas nesse ramos, esse quesito foi o que mais pesou na escolha.

Para qual cidade irão? Vocês vão fazer algum curso ou trabalho específico?

Iremos para Niagara Falls, a cidade das cataratas, essa região apresenta diversas cidades e é conhecida como a região de Niagara. Eu, Mateus, estou indo para fazer um curso de 2 anos no Niagara College. O curso é de Mestre Cervejeiro e Administração de Cervejaria, essa é minha grande paixão – fazer ciência e transformar água, malte e lúpulo em Cerveja.

E como seus filhos estão lidando com esse processo de mudança de país, escola, etc?

Os filhos estão super ansiosos, o João Pedro está na onda da mudança, a Letícia que é mais velha está entre a alegria da vida nova e apreensão de deixar amigos por aqui.

Por que optaram pelo Canadá? Vocês já conhecem o país?

O Canadá foi a opção devido ao nível de desenvolvimento do país em termos culturais, educacionais e receptibilidade a imigrantes. Uma questão particular é que adoramos o frio… diferente de muitos que não gostam, nós preferimos ao calor.

Como foi o processo para poderem por lá?

O processo envolve um planejamento de 1 ano e meio mais ou menos, desde a escolha do local, estudo de escolas, emprego, valores de imóveis, processo de visto. É burocrático e envolve uma reserva de dinheiro, para gastar com os documentos, com os Colleges e Universidades por lá que são todos pagos. Temos também que apresentar uma reserva de dinheiro para um ano morando lá, e essas quantias são exigidas pelo governo Canadense e são especificadas no site https://www.canada.ca/en.html . Por isso o planejamento envolve alguns anos.

Vocês sentiram ou estão sentindo medo dessa mudança, já que vocês têm empregos, estabilidade aqui no Brasil?

Medo não, pois foi tudo muito planejado e já temos uma vivência no exterior, pouca mas temos. Pensamos que quando você busca crescimento interior, o medo fica muito pequeno perto da felicidade que está buscando. Optamos por esse desafio e sabemos que se por alguma infelicidade não der certo, temos nosso canto e podemos voltar. O maior arrependimento seria não tentar.

Do que mais sentirão falta do Brasil, de Rio Pardo?

Sentiremos falta da família, amigos, alunos, ou seja, de tudo que estamos envolvidos. Em Rio Pardo sentiremos falta da cidade acolhedora, de tudo que conquistamos aqui, o Mateus particularmente das aulas de música e da Banda do Colégio Santa Inês.

E quando a família embarca?

Embarcaremos dia 16 de agosto.

Para finalizar, além do curso que Mateus fará, qual é o principal objetivo dessa virada na vida de vocês em outro país?

O principal objetivo é levar as crianças para uma vida culturalmente enriquecedora, ensinar a elas que na vida é preciso superar desafios e encarar todos os obstáculos para realizar sonhos, além de proporcionar uma educação de primeiro mundo. Outro ponto muito importante é fazer com que fiquem fluentes em Inglês e Francês, já que lá é um país bilingue, poise m um mundo globalizado, saber diferentes idiomas é de fundamental importância.

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br