Helena Biondo: Jovem bailarina rio-pardense sonha estudar Ballet em Londres

http://www.minhasaojose.com.br
Ela estuda atualmente em São Paulo, no Estúdio de Ballet Cisne Negro e está fazendo uma ‘vakinha’ virtual para ajudar a custear o curso na capital britânica (Foto: raphoto.com.br)

Entrevista e texto: Natália Tiezzi

Você tem um sonho? Aqueles que fazem, literalmente, ‘voar’ nas asas da imaginação? E o que tem feito para realiza-lo? Nesta semana, o www.minhasaojose.com.br deixa essa pergunta a você, internauta, e traz uma entrevista especial com Helena Corrêa Biondo, uma jovem rio-pardense, no auge de seus apenas 15 anos, que decidiu sonhar e correr atrás de realizar o sonho de dançar.

Apaixonada pelo Ballet, Helena iniciou os estudos na Dança aos 4 anos e atualmente faz parte do Estúdio de Ballet Cisne Negro, escola que fica na capital paulista, e que ela frequenta desde o ano passado.

Ao longo da entrevista, a bailarina destacou momentos marcantes nestes mais de 10 anos no Ballet, relembrou os primeiros passos neste caminho por meio da Fábrica de Expressão e disse que quer seguir carreira, sendo que um de seus sonhos é fazer um curso em Londres, na sede da “Royal Academy of Dance”.

Todavia, como o curso tem um investimento bem alto, Helena resolveu promover uma ‘vakinha’ virtual para angariar parte desse recurso. “Ballet para mim é a realização mais ampla dos meus sonhos e minha vida. Todos que estão ao meu entorno sabem que vivo à base do Ballet”, disse.

Vamos conhecer um pouco mais sobre a jovem bailarina na entrevista abaixo. E quem quiser também poderá ajudar Helena com doações à sua vakinha virtual!

“A partir do momento que entro na coxia para ir ao palco é um mix de sensações que só quem tem amor, carinho e paixão pelo que faz sabe”, disse

Helena, como e quando surgiu essa paixão pelo Ballet? Você teve alguma influência familiar ou de amigos?

Helena Corrêa Biondo: Paixão pelo Ballet tive sempre, desde pequena. Sempre esteve comigo essa vontade de dançar! Entrei para esse meio com apoio dos meus familiares, que me incentivaram a seguir esse sonho, tanto que o ano de 2021 já foi de várias conquistas que nunca imaginei que um dia iria viver.

Quando e onde você iniciou os estudos no Ballet?

Comecei bem pequena, com cerca de 4 de idade, na Fábrica de Expressão, com minha professora que tenho muita gratidão, pois ela plantou essa sementinha da dança em mim, que me apoiou desde sempre e me incentivou a ir atrás deste sonho, Crys Mesquita.

Poderia descrever quais sentimentos o Ballet lhe desperta?

É um sentimento inexplicável, pois não é apenas um sentimento. A partir do momento que entro na coxia para ir ao palco é um mix de sensações que só quem tem amor, carinho e paixão pelo que faz sabe.

Helena, com a mão na cintura, em uma das apresentações da Fábrica de Expressão

Qual foi o momento ou a apresentação mais especial que já vivenciou no Ballet?

Sem dúvidas o melhor momento foi ter a oportunidade de dançar o ballet que mais tenho paixão nessa vida “O Quebra Nozes”, junto com a companhia do Ballet Cisne Negro, ao lado de bailarinos que admiro muito. Foi uma sensação incrível lembrar de mim na plateia em 2019 sonhando estar naquele palco com aquelas pessoas fazendo o que mais amo e dois anos depois estar ali! E ainda ter a grande oportunidade de entregar flores ao final do espetáculo à Ana Botafogo, acompanhar de perto os primeiros bailarinos do Rio de Janeiro, Cícero Gomes e Márcia Jackeline, além de conhecer pessoas incríveis do ramo como Juliana Gomes, William Gasparo, André Santana, Rafaela Pandolphi, Jackeline Coutinho, Carolina Grizante, Stephanie Alvarenga,Luiza Toledo, e além de tudo estar sob os comandos de Dani Bittencourt.

Por que você pretende estudar Ballet em Londres? Qual seria a escola, academia e que curso específico pretende fazer? Quanto tempo pretende ficar fora do Brasil?

Estudar em Londres com certeza é um sonho, porém ainda um pouco distante… (risos). A escola nos propõe um curso de férias, que é realizado na sede da Royal Academy of Dance, na qual é o método seguido pela Cisne Negro, que, sem dúvida será de grande valia à minha carreira e formação. Porém, o curso tem um custo elevado, por isso o início da vakinha on-line, pois qualquer ajuda já é de enorme valia. O curso intensivo em Londres será de 20 dias. Aproveitando o momento segue o link da minha vakinha: https://vaka.me/2567853

Neste registro, Helena e demais bailarinas durante aula exame da RAD (Royal Academy of Dance)

Você ainda é muito jovem, mas já decidiu se quer seguir carreira profissional no Ballet?

Sem sobra de dúvidas quero seguir carreira profissional e é para isso que me dedico tanto! Sonhos futuros seriam entrar em um companhia, viajar o mundo dançando e futuramente dar aulas de Ballet.

Além do Ballet você gostaria de fazer uma faculdade? Em que área?

Sim, pretendo fazer uma faculdade, pois acredito que conhecimento em qualquer área é importante, porém ainda não tenho uma área de interesse, só sei de uma coisa: que irei dançar!

Apresentação da Cisne Negro no “Ballet Quebra Nozes”
Helena é a sexta bailarina, em pé, da esquerda para a direita

E o que é ser uma boa bailarina?

Uma boa bailarina é aquela sempre dedicada, que possui um foco, não diminui os outros ao redor, sempre está ali para te ajudar no que precisar, apoiar, disciplinada e ter amor ao que faz.

Para concluir, gostaria que deixasse uma mensagem dizendo a importância do Ballet em sua vida.

Ballet para mim é a realização mais ampla dos meus sonhos e minha vida. Todos que estão ao meu entorno sabem que vivo à base do ballet.

Apresentação de Helena e demais bailarinos no espetáculo “La fille mal gradé” no Teatro Alfa

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br