Dengue: População deve continuar a prevenção nos meses de inverno

http://www.minhasaojose.com.br

Houve aumento significativo de casos confirmados entre o início deste ano se comparado a 2018

“A prevenção à Dengue deve acontecer também nos meses de outono e inverno, pois não há mais sazonalidade para a doença, uma vez que há períodos de chuva e calor durante todo o ano, o que propicia a reprodução do mosquito Aedes, transmissor da doença”.

Essa foi a orientação da enfermeira coordenadora da Vigilância em Saúde, Gisele Cristina Santos Flausino, a qual a população deve tomar com relação a Dengue nos próximos meses, mesmo com as temperaturas mais baixas.

“A saúde no município está em alerta, pois houve um aumento significativo de casos confirmados em São José com relação ao mesmo período do ano passado. Portanto, os cuidados devem prevalecer mesmo nos meses de inverno”, indicou.

A principal forma de prevenção, segundo Gisele, é a eliminação de criadouros, que começa com a limpeza dos quintais e calhas. “Se não há criadouros também não há como o mosquito de reproduzir. Além disso, a Vigilância Epidemiológica, juntamente com o Centro de Controle de Zoonoses continuará com as visitas casa a casa para auxiliar a população na eliminação dos criadouros, porém, cada cidadão deve fazer a sua parte vistoriando suas residências”, destacou, acrescentando que a colocação de telas nas janelas e uso de repelentes em crianças e adultos também é recomendado.

TREINAMENTO

Por meio da Assessoria de Imprensa, a Prefeitura informou que na semana passada profissionais da área de saúde se reuniram para um treinamento sobre dengue, zika, chikungunya e febre amarela, as chamadas arboviroses. Além de enfermeiros e médicos da rede pública a ação contou também com a participação de profissionais da Unimed.

Profissionais durante treinamento com o médico Marcelo Galotti (Foto: Assessoria de Imprensa/Prefeitura)

Durante o encontro, o médico Marcelo Galotti falou sobre os principais cuidados no diagnóstico e no encaminhamento para tratamento.

Conforme os dados apresentados, até o dia 10 de abril, a cidade havia recebido 30 notificações sobre casos suspeitos de dengue, sendo que 13 casos foram confirmados. Desse total, 11 foram contraídos no próprio município e 2 importados. 

“E já houve mudanças com relação a esses números”, informou Gisele durante entrevista ao site nesta terça-feira, dia 23. A próxima atualização das notificações, casos descartados e confirmados será divulgada na sexta-feira, dia 26.

Com informações da redação e da Assessoria de Imprensa da Prefeitura.

http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br