Com adaptações, SENAR e Sindicato Rural continuam promovendo cursos aos agricultores

http://www.minhasaojose.com.br
Número de participantes foi reduzido e todos recebem kits individuais de prevenção à Covid-19

Texto: Natália Tiezzi

Neste 28 de julho é comemorado o Dia do Agricultor e, mesmo em meio à pandemia, o SENAR – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural e o Sindicato Rural de São José do Rio Pardo continuam promovendo cursos e atividades que valorizam a agricultura local, bem como qualificam centenas de agricultores rio-pardenses todos os anos.

Em entrevista ao www.minhasaojose.com.br, o coordenador do SENAR, Leonardo Minussi, explicou como estão sendo realizados os cursos, inclusive presenciais, já que boa parte deles é com atividades práticas. “Tivemos que promover uma série de adaptações para continuar ministrando os cursos até mesmo com a redução no número de participantes e limitação da idade”, destacou.

Além da aprendizagem, reciclagem de conteúdos e qualificação, o SENAR também está promovendo um programa voltado a ações de prevenção à Covid-19, com a produção de máscaras descartáveis.

Leonardo também destacou as dificuldades dos agricultores neste período de quarentena e disse que a variante de preços da produção é o que mais preocupa, bem como a alta dos insumos que serão utilizados na próxima safra.

Apesar disso, ele se mostrou otimista com relação à participação dos agricultores nos cursos e destacou que isso tem contribuído para que eles ampliem suas atividades ou apliquem novas técnicas na lavoura. Confira, abaixo, a entrevista na íntegra.

Leonardo, como o SENAR está promovendo os cursos neste momento de pandemia?

Leonardo Minussi: O SENAR está tomando todas as medidas de controle para evitar a disseminação do vírus e o contágio entre os participantes. Criamos uma cartilha com todas as informações de prevenção necessária. Também foi limitado o número de participantes. Geralmente os cursos podiam ter até 20 pessoas, mas o SENAR limitou entre 8 a 10 participantes por ação desenvolvida. Cada participante recebe seu kit, com mascaras e álcool em gel individuais e em todos os cursos são fornecidos sabão, papel descartável para higiene das mãos e também é marcado com fita crepe o espaçamento de cada participante. Disponibilizamos 10 minutos antes do início de cada curso para repassar todas as medidas de controle e prevenção e as ações só podem ser feitas em locais abertos, com ventilação. Caso algum curso seja realizado em locais fechado, limitamos a idade dos participantes para 59 anos. Também orientamos os participantes sobre os sintomas, pedindo, inclusive que se alguém apresenta-los não participe dos cursos.

Há algum sendo realizado atualmente ou programado para acontecer?

Estão acontecendo os programas que têm duração o ano inteiro, entre eles o Programa de Pecuária Leiteira, “PROLEITE”, o de Orgânicos, que é a “BATATA ORGÂNICA” e o “TURISMO RURAL”. Os cursos pontuais, que são cursos de duração rápida de no máximo 5 dias estão sendo realizados também. Neste mês de julho foram promovidos o “PUPUNHA-INSTALAÇÃO DA LAVOURA”, “OLERICULTURA-COMPOSTAGEM”, “BOVINOCULTURA DE LEITE – INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL” , “EQUIDEOCULTURA – CASQUEAMENTO E FERRAGEM” E DE “PROCESSAMENTO ARTESANAL DE CARNES DE OVINOS”

O SENAR está desenvolvendo alguma ação para enfrentamento da Pandemia?

Sim. O SENAR desenvolveu um Programa chamado “ORGANIZAÇÃO COMUNITÁRIA CONTRA O NOVO CORONAVÍRUS”, com o objetivo de produzir máscaras descartáveis junto à comunidade, para serem distribuídas gratuitamente. A primeira ação desenvolvida pelo Sindicato confeccionou, em média, 12 mil máscaras descartáveis, que foram distribuídas para os produtores rurais e a comunidade em geral, com parceria com o CRAS Cassucci.

Qual está sendo a maior dificuldade do agricultor neste momento de quarentena?

Uma das maiores dificuldades dos produtores nesse momento está sendo o escoamento da sua produção, preço das mercadorias muito baixo e o preço dos insumos muito caro.

Embora diante de todos esses obstáculos, o agricultor está otimista para o restante desse ano com relação às colheitas e vendas?

Está otimista, mas preocupado também, pois o mercado de compra está muito instável, os preços estão muito variáveis, o que está com preço muito bom em um dia no outro dia já cai drasticamente.

Qual o principal auxílio que esses cursos do SENAR está proporcionando aos agricultores?

Todos os cursos são gratuitos e objetivam levar informação e conhecimento para as pessoas do campo e também para a comunidade em geral. O SENAR busca transformar vidas através dos cursos oferecidos, sempre almejando que a pessoa que realiza o treinamento coloque em prática as informações e com isso podendo mudar suas propriedades, gerar mais renda, obter mais lucros. Durante os cursos também oferecemos café da manhã, almoço e todos os materiais necessários para a sua realização. Ao final deles, se o participante for aprovado, recebe um certificado de conclusão, válido em todo o território nacional.

No registro, a plantação de batata orgânica, que foi tema recente de curso pelo SENAR e Sindicato Rural

E como tem sido a participação dos agricultores nos cursos?

Agora estamos um pouco limitados devido à prevenção ao Coronavírus, mas a participação doa agricultores é excelente. Sempre divulgamos nossos cursos e trabalhos nas nossas redes sociais, no próprio sindicato e nos jornais, mas sempre há como melhorar essas informações. Estamos trabalhando para que isso ocorra cada vez mais e para que as informações dos cursos e todos os benefícios cheguem ate o nosso principal público, que é o agricultor.

Para finalizar, gostaria que você deixasse uma mensagem para todos os agricultores rio-pardenses.

Gostaria de dizer que o Sindicato Rural e o SENAR estão sempre à disposição dos agricultores, procurando ajudar, orientar e capacitar, sempre procurando favorecer essa classe que sustenta nosso país e nossa economia. Desejo que essa fase passe logo e que a população e nossos governantes deem mais valor nas pessoas que produzem nossos alimentos. “Feliz dia do Agricultor”.

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br