Alexandra Santurbano Passos fala sobre os 30 anos de trabalho na Câmara Municipal

http://www.minhasaojose.com.br
A servidora contou um pouco do cotidiano como Secretária Legislativa, momentos marcantes na Câmara e destacou o que é ser um bom servidor público

A Câmara Municipal iniciou uma série de entrevistas com aqueles que são os grandes responsáveis pelo seu funcionamento, os servidores, que com muita dedicação e empenho fazem da Casa de Leis muito mais do que seus locais de trabalho, mas um espaço de profissionalismo, respeito e união.

Além de destacar um pouco do trabalho de cada servidor para que a comunidade rio-pardense possa conhece-los, o objetivo das entrevistas é enaltece-los e reconhece-los como profissionais indispensáveis no cotidiano da Câmara, bem como pela presteza aos serviços em cada área.

“É essencial enaltecer os esforços de nossa equipe de trabalho. Cada servidor desempenha papel fundamental nesta Casa e merece o reconhecimento de toda a população, que agora poderá saber um pouco mais sobre eles e suas funções aqui na Câmara”, disse o presidente, vereador professor Rafael Kocian.

A primeira entrevistada é uma das servidora mais experiente da Casa, Alexandra Santurbano Esteves da Silva Passos, que em agosto deste ano completa 31 anos de trabalho no órgão público. Graduada em Direito e Letras, ela desempenha a função de Secretária Legislativa, além de outras funções específicas do cargo.

Ao longo da entrevista, Alexandra contou os motivos à escolha do serviço público, seu dia-a-dia na Câmara, os aprendizados e o carinho que têm por colegas e ex-colegas de trabalho e, claro, o que a Casa representa em sua vida.

Confira, abaixo, a entrevista na íntegra.

Alexandra, como surgiu o interesse em trabalhar na Câmara?

Alexandra Santurbano Passos: Estava finalizando o curso de Letras e uma amiga de classe comentou sobre a abertura do concurso na Câmara Municipal. Achei, naquele momento, que seria bem interessante prestá-lo, pois uma parte do processo seria composta por questões relacionadas à língua portuguesa e elaboração de texto.

Quando iniciou seu trabalho na Casa? Qual é seu cargo? Conte um pouco sobre ele

Comecei a trabalhar aqui em 1/8/1990 e meu cargo é o de Secretária Legislativa. Divido com outros colegas de cargo o atendimento aos vereadores, com elaboração de proposituras, ofícios e outros documentos. Com relação às funções específicas, coordeno o setor de compras da Casa e o arquivo corrente, relativo à documentação da Secretaria Administrativa e Legislativa do ano em curso.

Nestas três décadas, qual foi o momento mais especial que vivenciou na Câmara?

Vivenciei muitos momentos especiais aqui. Poderia citar a homenagem feita à nossa ex-diretora, Maria Lúcia Salgado Potenza, pessoa por quem tenho grande apreço.

Sobre o trabalho em equipe, que desempenha por mais de 30 anos, Alexandra destacou que para seu êxito é necessário “comprometimento, dedicação, solidariedade e empatia para com os colegas”

Em todos esses anos, em que a Câmara melhorou em seu aspecto estrutural, organizacional e tecnológico?

Quando comecei aqui na Câmara, usávamos máquina de escrever. Tínhamos apenas um computador e uma impressora, o que já era um grande avanço para a época. E pouco tempo depois, adquirimos 2 máquinas de escrever eletrônicas da IBM, que também foram um enorme progresso para o Legislativo. Com relação às questões tecnológicas, houve um avanço muito significativo. Atualmente, cada servidor trabalha em seu próprio computador, temos várias impressoras à disposição e todo o atendimento necessárioa no que compete à essa área. Além disso,  houve muitas melhorias estruturais, com reformas no prédio, visando adequá-lo às normas vigentes de acessibilidade e segurança.

Durante este período de trabalho, você já viu muitas pessoas passarem por aqui. Algum servidor lhe marcou? 

Quando se trabalha por um longo tempo em algum lugar, é inevitável que as pessoas passem a ser, também, parte de sua família. Convivo com gente maravilhosa atualmente, mas não poderia deixar de citar algumas que passaram por aqui e muito me ensinaram, como Maria Lúcia Salgado Potenza, Maria de Fatima da Silva Meirelles, e os saudosos Roque Aparecido Risso e Antônio Fernando Torres. Todos deixaram um legado muito significativo para o Legislativo e para mim.

Boa parte do trabalho na Câmara é realizado em equipe. O que não pode faltar para que o trabalho em equipe dê certo?

Comprometimento, dedicação, solidariedade e empatia para com os colegas.

O que é ser um bom servidor público?

Entendo que para ser um bom servidor público são essenciais características como lhaneza de caráter, espírito de equipe e muita dedicação ao trabalho, além das condições técnicas necessárias para desenvolvê-lo.

Você mais ensina ou aprende com os servidores menos experientes?

Com certeza, eu aprendo muito mais com os colegas. No último concurso público da Câmara Municipal, por exemplo, tomaram posse muitos servidores com idade para serem meus filhos. Eles me ajudam tanto, sobretudo na parte tecnológica, que costumo brincar que não sei o que seria dessa “velhinha” sem a ajuda dos “universitários”.

Para finalizar,  o que significa a Câmara em sua vida?

Posso dizer que a Câmara Municipal significa muito pra mim, pois o tempo de serviço aqui se confunde com boa parte da minha vida. E graças ao Legislativo, tive condições de formar uma família e mantê-la adequadamente, e colocar em prática muito do que aprendi nas instituições de ensino.

As informações e fotos são da Assessoria Parlamentar da Câmara.

http://www.minhasaojose.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br
%d blogueiros gostam disto:
Secured By miniOrange