Agradef: 19 anos acreditando e apoiando o deficiente físico

http://www.minhasaojose.com.br

Enxergar o deficiente não como um ‘coitadinho’, mas como alguém que tem potencial e despertar sua autoestima, proporcionando-lhe um ambiente de integração, socialização para melhorar a sua qualidade de vida.

Com esse propósito, a Agradef – Associação Grupo Rio-Pardense Amigos do Deficiente Físico atua há quase duas décadas na cidade e presta um trabalho de extrema relevância e necessidade à sociedade, principalmente aos deficientes e também às famílias dos mesmos.

Em entrevista ao site, a atual presidente Cássia Maria Rolleira e o marido, Reginaldo Ulisses Rolleira, o Regi, um dos fundadores da entidade, contaram como ela está se mantendo e se desenvolvendo, inclusive após a mudança para sua sede própria, ocorrida em 2016.

“Nos últimos 14 anos, a Agradef se desenvolveu muito, principalmente depois da mudança para a sede própria, há 3 anos. Acredito que tudo que aconteceu, de bom e de ruim, ajudou a entidade a se fortalecer e se firmar no seu objetivo, que é proporcionar uma vida mais digna ao deficiente físico”, destacou Cássia.

Um dos itens que mais chama a atenção é o aumento no número de usuários, que saltou de seis em 2005 para 47 neste ano de 2019. “A Agradef é uma referência municipal no apoio ao portador de necessidades especiais. Aqui eles se sentem acolhidos, desafiados em sua criatividade e apoiados. Nós acreditamos neles e neles em nós. É uma troca cada vez mais positiva”, comentou Regi.

Regi e Cássia: trabalho desenvolvido com muito comprometimento e carinho aos usuários

O DIA-A-DIA NA ENTIDADE

A Agradef funciona no período da tarde, de segunda a sexta-feira, das 12h00 às 18h00. Neste período, os usuários participam de uma série de atividades, entre elas música, dança, dinâmicas individuais e em grupo, artes, jogos lúdicos, atividades físicas, etc.

“Nossa equipe conta com 13 colaboradores, incluindo psicólogo e assistente social, que além do acompanhamento aos usuários também prestam apoio e orientações a seus familiares. É uma equipe comprometida e muito dedicada em tudo que faz”, disse a presidente.

Além das atividades internas, realizadas nas amplas dependências da nova sede, que possui mais de 700 metros quadrados, a entidade proporciona alguns passeios ao longo do ano para conhecimento e socialização dos usuários. “Já visitamos zoológicos, shoppings, teatros e até uma parada de Natal. Essas visitas também reforçam a idéia de que todos podem conviver em sociedade, independente de suas limitações”, observou Cássia.

Na medida do possível, ela informou que a Agradef encaminha usuários para o mercado de trabalho, inclusive produzindo currículos para aqueles que têm dificuldade em utilizar o computador e Internet.

SOLIDARIEDADE DA POPULAÇÃO

A presidente ressaltou que a população acredita e se solidariza com a causa da Agradef. “Prova disso são as pessoas que fazem suas doações, seja em espécie ou em alimentos, já que a entidade oferece um lanche, que na verdade é uma refeição todos os dias aos usuários. Além disso, muitos profissionais nos visitam e oferecem suas habilidades gratuitamente, como é o caso de cabeleireiras que propõe o ‘Dia da Beleza’, cantores que vem se apresentar, enfim, pessoas que também fazem a diferença para a Agradef e, mais ainda, na vida dos nossos usuários. Fica aqui meu reconhecimento e agradecimento a todos que de alguma forma nos auxiliam”.

NOTA FISCAL PAULISTA E SHOW DE PRÊMIOS

Além das doações, feitas através de contribuição mensal ou espontâneas, a Agradef conta com uma subvenção municipal para manter suas atividades. “É uma luta manter tudo isso funcionando. E é por isso que a entidade vai promover um show de prêmios, com sorteio em dezembro, e também a participação na Nota Fiscal Paulista”, informou Regi.

O show de prêmios sorteará um carro Mobi zero quilômetro, uma TV Led 40 polegadas, uma TV Led 32 polegadas e mais dois smartphones, respectivamente. Para aqueles que quiserem adquirir seu número, o valor é de 6 parcelas de R$ 50,00. A comercialização acontece na sede da Agradef, à avenida José Bertocco, 101, Jardim Santa Tereza ou através do telefone 3681-5705.

Para ajudar a entidade através da Nota Fiscal Paulista, basta acessar a página no Facebook da Agradef e seguir o passo a passo para cadastramento à instituição.

REGI ROLLEIRA: DA DEFICIÊNCIA AO INCANSÁVEL TRABALHO NA AGRADEF

É impossível falar da Agradef sem se lembrar ou mencionar Regi Rolleira. Ele foi um dos fundadores da entidade e ainda permanece à frente da área administrativa. E ele sabe muito bem a importância do incentivo e do acreditar na potencialidade do deficiente físico, pois também é um.

“Nasci assim, porém a deficiência não me impediu de estudar, me formar. Meu incentivo quando criança e jovem sempre foi meu pai, que nunca mediu esforços para me convencer de que eu podia fazer atividades apesar de minhas limitações. Acreditar no deficiente físico é lhe proporcionar um novo olhar para a vida, novas possibilidades, caminhos que seriam impossíveis sem o incentivo. E é por isso que luto tanto pela manutenção da Agradef. Aqui os usuários se sentem felizes, respeitados e valorizados como seres humanos, independente de suas deficiências”, concluiu.

Famílias que têm algum portador de necessidades especiais em casa e desejam que participe da entidade, a Agradef aceita usuários dos 7 anos à Melhor Idade, que possuem deficiência física, auditiva, visual, intelectual e múltiplas deficiências, exceto psíquicas. É importante que o deficiente também saiba se alimentar e ir ao banheiro sozinho.

Nova sede possui 700 metros quadrados e foi inaugurada em 2016
http://www.minhasaojose.com.br
error: Caso queira reproduzir este conteúdo, entre em contato com os editores pelo e-mail: minhasaojose@uol.com.br
Secured By miniOrange